Artigos Técnicos

Aula de Primeiros Socorros + aula de Prevenção de Acidentes


Por charao.

AULA DE PRIMEIROS SOCORROS:

Aconteceu neste domingo chuvoso, 14/4/13 uma excelente aula de Primeiros Socorros ministrada pela Ian Will aqui na sede do clube. A aula ia ser na Urca, para ter um caráter mais prático porém a chuva não permitiu. Passamos quase 3 horas ouvindo, aprendendo e simulando os fundamentos do atendimento a acidentados. Parabéns ao Ian Will, que trabalha no Núcleo de Pesquisas em Urgências (NEPUr) da UFF. O Ian se...

Ranking de guias e participantes de 2012


Por gustavosoares.

Em 2012 recuperamos o ranking de guias e participantes das atividades oficiais (escaladas, caminhadas e etc) abertas pelo clube. 

Guto foi o responsável por manter e atualizar o ranking e fez um excelente um trabalho. O resultado foi apresentado no churrasco de aniversário de 67 anos do clube. Mais uma vez não foi possível desbancar o Alfredo Neto do topo da lista. O resultado está abaixo. Lembrando que para uma prancheta ser contabilizada no...

Estudo sobre grampos - 14 anos depois: o que mudou?


Por miguel.

Marcelo Roberto e Miguel Freitas fazem uma revisão de seu famoso trabalho de teste de grampos de 1999, esclarecendo dúvidas e registrando os novos resultados divulgados e os conhecimentos aprendidos nestes 14 anos.

Em 1999 o estudo documentou pela primeira vez qual seria a força necessária para entortar e partir os grampos "P" utilizados como proteções fixas no Brasil (principalmente no Rio de Janeiro). Discutia-se também se estas forças seriam...

Debate sobre segurança no rapel


Por webmaster.

O texto abaixo foi o resultado de um debate técnico sobre segurança no rapel que ocorreu na sede do CEC no dia 06/08/2008 para discutir entre outros assuntos, novas tendências, justificativas técnicas para o uso de determinados nós, validade ou não de juntar as cordas e rapel expresso. O debate contou também com outras pessoas da comunidade de montanhismo como o Júlio Mello e Kika Bradford.

Solteira com a corda


Por rafael.

Para se ensolteirar com a corda, você vai precisar somente de um mosquetão de rosca. Você pode se ensolteirar ou com uma azelha ou com um fiel e uma azelha. O fiel permite que você regule o tamanho da solteira.

Ao chegar na parada, monte a parada normalmente. Prenda um mosquetão de rosca no mosquetão base da parada e faça um fiel frouxo, para poder facilmente regular o tamanho da solteira. Uma vez ajustado o tamanho da solteira, aperte o fiel e faça...

Fiel – 2 dicas rápidas


Por rafael.

Tracionando melhor o mosquetão – quando usar um fiel em um mosquetão, é recomendado que o lado tracionado da corda coincida com o eixo principal do mosquetão (lado oposto ao gatilho), assim o esforço no mosquetão é menor devido ao menor braço de alavanca.

Mais de um fiel no mesmo cordelete – o fiel torce a corda (ou cordelete) em uma volta. Se mais de um fiel for atado perto um do outro, o restante do cordelete fica retorcido. Para evitar isso,...

Grampos x chapeletas


Por gustavosoares.

Este texto, de autoria de Jean Pierre von der Weid, discute a problemática das proteções fixas e suas colocações, comparando alguns aspectos importantes que diferem os grampos e as chapeletas assim como os materiais usados, inox ou aço carbono.

Grampos x chapeletas Jean Pierre von der Weid

Muito se tem falado dos grampos fixos, termo usado antigamente para diferenciá-los dos grampos de fenda, conhecidos há tempos como ‘pitons’ e dos grampos de...

Estudo sobre as Proteções Fixas Utilizadas no Brasil


Por gustavosoares.

Este trabalho foi feito por Marcelo Roberto Jimenez e Miguel Freitas como projeto do Curso de Formação de Guias (CFG 1998-1999) do Clube Excursionista Carioca. Este foi apresentado em forma de palestra na sede do clube no dia 14/4/1999.

O trabalho compreende a análise da resistência de proteções fixas utilizadas em escalada em rocha no Brasil e chamadas pelos escaladores de "grampos". Apresenta ainda modelos teóricos e práticos sobre uma situação...

Quanto pesa seu rack?


Por rafael.

Água ou metal...

O que você prefere levar montanha acima: água ou metal? Essa é uma forma irônica de colocar a questão do peso do seu equipamento de escalada, sobre a qual esse artigo trata.
É feita uma comparação do peso total do equipamento básico que precisamos para escalar. Essa comparação leva em consideração 3 tipos de materiais: o primeiro é o material antigo, cordas grossas, mosquetões ovais, fitas tubulares espessas, e por aí vai; o segundo...